Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

O diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho, participou nesta quarta-feira (25) de reunião com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e com o governo do Estado sobre o PL 51/2022 - que prevê a destinação de R$ 490,2 milhões de recursos locais para acelerar a obras estruturantes em andamento nas rodovias federais da própria região, bem como facilitar as condições para novos empreendimentos de duplicação, pavimentação e outros. A proposta do termo de cooperação que possibilita as melhorias contou com iniciativa do governo estadual e do Ministério da Infraestrutura.

A aprovação do projeto - em tramitação na Assembleia Legislativa desde março - é considerada de grande importância para a população gaúcha e para todo o País, uma vez que serão mais de 40 quilômetros duplicados só em 2022 e uma série de outras melhorias de infraestrutura da região sul, principalmente nas rodovias BR-116/RS e BR-290/RS.

Na BR-116/RS, a expectativa é que os investimentos sejam utilizados para dar andamento às obras de duplicação do lote 5 e promover o início da construção de uma ponte no município de Camaquã, além de garantir melhorias no segmento entre Novo Hamburgo e Porto Alegre e de concluir empreendimentos importantes como a ponte do Rio do Sinos e os complexos do Viaduto da Scharlau e Esteio. As intervenções promovem a eliminação dos pontos críticos e mais trafegabilidade aos trechos, garantindo mais conforto e segurança aos cidadãos que dependem das rodovias.

Com a aprovação do projeto, os recursos também serão aplicados na retomada das obras de duplicação da BR-290/RS, com a entrega da Travessia Urbana de Butiá e Acesso à Copelmi, assim como a Travessia Urbana de Pantano Grande.

Durante o encontro, o general Santos Filho ressaltou que a destinação do investimento para as obras estruturantes beneficiará principalmente o desenvolvimento do Rio Grande do Sul e o bem estar da população gaúcha. "Trata-se de uma grande oportunidade de investimento para fomentar a economia regional, aumentar a logística do Estado e reduzir custos, além de abrir espaço para novas obras", afirmou o chefe da Autarquia.

Além do diretor-geral do DNIT, participaram da assembleia extraordinária da Famurs o diretor de Planejamento e Pesquisa da Autarquia, Luiz Guilherme Rodrigues de Mello, e o superintendente regional do Departamento no RS, Hiratan Pinheiro. Mello explicou os estudos e projetos de engenharia em andamento e reforçou que é preciso dar continuidade às obras existentes para possibilitar o avanço de novos empreendimentos. Já o superintendente apresentou as metas a serem cumpridas com os recursos disponibilizados pelo governo estadual.

Fonte: DNIT.

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004